Resenha- Feridos, Jhey Lee 📚💧

26 de mai de 2018



Olá Universo!

Depois da loucura e chatice dessas semanas de prova e trabalhos, acho que finalmente estou livre de estudar e comer livros de matéria.
Finalmente vou voltar a me dedicar ao blog e, claro, a minha parceria com a Jhey Lee e seu livro Feridos.
Eu já havia terminado a leitura há um bom tempo, mas fui atolada de coisas da escola então foi difícil parar para escrever.
VAMOS LÁ!!!



O livro todo aborda problemas na sociedade atual, dos quais estamos bastante familiarizados , mas preferimos apenas fingir que não existe. O domínio de gangues, tráfico de drogas, violência... São apenas o começo de toda trama.
Angel Lee Yang, ou apenas AngelLee para os mais próximos e para o Kürt (risos) é uma garota de uma beleza exuberante que se mudou de seu país por problemas bem graves, teve que se adaptar a uma nova escola, uma nova casa e consequentemente ao ambiente novo em que estava.
Na cidade existem gangues que comandam cada território, alguns deles são Os Tigres, Os Panteras Negras, Os Dragões e diversas que praticamente se colidiam entre si. AngelLee teve sua estadia na casa aonde residiam Os Tigres, a gangue mais respeitada e temida de toda a cidade, estado e eu realmente me arrisco a dizer do país, porque olha... Aqueles garotos não são brincadeira, MEU DEUS!
Em meio a todas as brigas, xingamentos e perdas dolorosas como mortes e outros, ainda sobrou um espacinho para o bom e velho amor, quando eu digo amor eu não digo apenas em questão dos pares românticos do livro (QUE EU INCLUSIVE FOI BEM TONTA DE SHIPPAR), eu falo do amor verdadeiro entre melhores amigos... Jimmy, esse menino de ouro que não merecia levar algumas coisas nas costas foi quem mais ajudou a Angel durante todo aquele tempo.
Os capítulos finais realmente me fizeram chorar, eu não sabia se entrava no livro e batia no Allan, ou se pegava a AngelLee e enfiava num potinho e dizia:  querida para de ser assim, a partir de agora vai ficar longe do mau.
Tudo o que a AngelLee passou, traições, violência, agressões sexuais (ou tentativas para não chamar logo de estupro) fez com que pela primeira vez eu terminasse um livro e pensasse comigo mesma que a vida ao redor do mundo estava errada, tudo o que passamos está errado.
Angel Lee Yang não é uma personagem fictícia, ela é sua vizinha, sua familiar, sua amiga, pode ser até você. Passar por momentos traumáticos é realmente horrível, se fechar e dizer que nunca mais vai amar, ou se rebelar também não é o caminho. Cada situação de vida deve ser avaliada com o máximo de carinho e atenção, essas coisas matam e você sabe bem do que eu estou falando.


Jhey Lee, muito obrigada pela oportunidade de conhecer o seu trabalho, obrigada por oferecer ao Brasil seu livro e as verdades contidas nele.
Lice, obrigada por não desistir de mim, por conversar comigo sobre problemas que eu sempre tenho em relação ao IG e ao blog.
E claro, obrigada a todos os parceiros da Jhey Lee que me deram um espacinho nesse mundo maravilhoso.




ESPERO QUE TENHAM GOSTADO
BEIJOCAS!!! 

1 comentários:

Postar um comentário







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!